Maio 2018

por Nelson Rubens Kunze 01/05/2018

Prezado leitor,

Há no Brasil uma longa tradição de grandes pianistas que fizeram história no mundo, como Guiomar Novaes, Magda Tagliaferro e, hoje, o extraordinário Nelson Freire. Entre os expoentes da nova geração destaca-se o paulistano Cristian Budu. Aos 30 anos, Budu é detentor de alguns dos mais concorridos prêmios internacionais – como o concurso suíço Clara Haskil – e recentemente viu sua primeira gravação comercial ser comparada pela crítica europeia a de nomes como Arthur Rubinstein, Maria João Pires e Murray Perahia. A matéria de capa desta edição da Revista CONCERTO, elaborada pelo editor executivo João Luiz Sampaio, fala da trajetória e dos projetos de Cristian Budu, de sua formação em São Paulo e dos desafios da carreira internacional ao engajamento para a difusão da música de câmara por meio de seu projeto Pianosofia.

Segue em Manaus, este mês, a 21ª edição do Festival Amazonas de Ópera, promovido pelo governo do estado no centenário Teatro Amazonas. Com direção artística do maestro Luiz Fernando Malheiro, acontecem as últimas récitas de Fausto, de Gounod, e de Dessana, Dessana, de Adelson Santos, antes da estreia de três novas produções: Florencia en el Amazonas, composta por Daniel Catán, Acis e Galatea, de Händel, fruto do trabalho do Laboratório de Ópera Barroca, e a estreia mundial de Kawah Ijen, de João Guilherme Ripper. A jornalista Camila Frésca conversou com Ripper, que contou de sua nova obra, de sua atividade cultural e de seu trabalho como gestor – ele acaba de assumir a presidência da Academia Brasileira de Música.

Mas também haverá ópera no Sudeste do Brasil: em São Paulo, o Theatro Municipal inaugura a temporada lírica com La traviata, de Verdi, e o Theatro São Pedro apresenta a rara O matrimônio secreto, de Cimarosa. No Theatro Municipal do Rio de Janeiro, acontecem as últimas récitas de Um baile de máscaras, de Verdi.  

O tenor e maestro Marcos Thadeu será homenageado neste mês pela Osesp, da qual dirige o Coro Acadêmico e o Coro Juvenil. Na seção Fermata, você conhecerá esse artista especial, que, sempre interessado no canto, construiu uma sólida carreira como intérprete e é admirado e reconhecido professor.

A seção Palco desta edição da Revista CONCERTO apresenta o flautista virtuose Emmanuel Pahud, que, além de ser primeira flauta da Filarmônica de Berlim, desenvolve uma intensa carreira de solista. Pahud é o artista em residência da Osesp neste ano e, nesta sua primeira estada em São Paulo (ele voltará para mais atividades no segundo semestre), se apresentará como solista da orquestra, em recital solo e em um programa de música de câmara com o Quarteto Osesp. 

Outro grande músico internacional conhecido do público brasileiro por seus recitais e concertos com a Osesp é o pianista Paul Lewis. E é Lewis o foco da matéria da seção Gramophone, que traz conteúdo da prestigiosa revista britânica. Também da Gramophone publicamos, como em todos os meses, a seleção do editor para os melhores lançamentos do mercado fonográfico internacional.

Leia ainda nesta edição da Revista CONCERTO os textos de nossos colunistas João Marcos Coelho (sobre Leonard Bernstein), Jorge Coli (que apresenta a musicista e musicóloga brasileira Elsie Houston) e Júlio Medaglia (rememorando Claudio Santoro, em razão do filme Santoro – o homem e sua música, de John Howard Szerman). E acompanhe o Roteiro Musical ilustrado da Revista CONCERTO, com centenas de indicações em São Paulo, no Rio de Janeiro e em outras cidades do Brasil.

Leia a Revista CONCERTO, escolha seu programa e participe da temporada musical de sua cidade!