Carlos Prazeres rege Dvorák, Chausson e Korsakov com a Sinfônica da Bahia

por Redação CONCERTO 08/08/2018

A Orquestra Sinfônica da Bahia faz nesta quinta, dia 9, no Teatro Castro Alves, concerto com o maestro Carlos Prazeres, diretor do grupo, que rege a Canção da lua, de Dvorák, o Poema do amor e do mar, de Chausson, e Sheherazade, de Rimsky-Korsakov, com solos da soprano Flávia Albano e da violinista Priscila Plata Rato.

Carlos Prazeres [Divulgação / Gabrielle Guido]
Carlos Prazeres [Divulgação / Gabrielle Guido]

Na semana seguinte, Guilherme Mannis, diretor da Sinfônica de Sergipe, assume o grupo no dia 16, também no Teatro Castro Alves, na série Futurível, com obras de M. Ferraro, Paulo da Costa Lima e Ernst Widmer.

Veja detalhes no Roteiro. Clique aqui.