Retrospectiva 2018 – Fabio Mechetti (depoimento de dezembro de 2018)

por Redação CONCERTO 11/02/2019

“Assim como várias organizações culturais brasileiras, a Filarmônica sobreviveu aos desafios financeiros e políticos do último ano, graças ao sólido apoio de nosso público, de nossos gestores e principalmente de nossos músicos. Conseguimos realizar a temporada comemorativa de nossa primeira década sem qualquer cancelamento de programação, respeitando, assim, nossa história de seriedade para com assinantes, patrocinadores e apoiadores em geral. Entre os projetos mais importantes, destacamos o início de uma parceria com o Itamaraty e com a Naxos para gravações de compositores brasileiros a ser desenvolvida em cinco anos. O primeiro registro foi com obras sinfônicas de Alberto Nepomuceno, seguindo em 2019 com peças para piano e orquestra de Almeida Prado, com a participação da pianista Sonia Rubinsky. Continuamos também a série de gravações do ciclo das sinfonias de Mahler, desta vez com sua Terceira sinfonia. Outros destaques do ano foram a celebração dos 10 anos da OFMG com a Sinfonia nº 9, de Beethoven; o Festival Bernstein com a execução, em três semanas consecutivas, de oito obras do compositor, celebrando seu centenário; e concertos memoráveis com Evelyn Glennie, Vadim Gluzman, Gabriela Montero e Arnaldo Cohen, entre tantos outros. Esperamos que 2019 traga a retomada de crescimento que caracterizou a trajetória da Filarmônica até aqui e que mais uma vez possamos desenvolver um trabalho dedicado à emancipação da sociedade pela música de qualidade.”

Fabio Mechetti, diretor artístico e regente titular da Orquestra Filarmônica de Minas Gerais