Aos 94 anos, Eva Sopher morre em Porto Alegre

por Redação CONCERTO 08/02/2018

A presidente da Fundação Theatro São Pedro de Porto Alegre, Eva Sopher, morreu na noite de ontem (7 de fevereiro), aos 94 anos. Segundo nota divulgada pelo Hospital Moinhos de Vento, ela deu entrada no hospital em decorrência de uma broncopneumonia, que evoluiu para uma falência orgânica múltipla e parada cardiorrespiratória. Dona Eva já estava afastada do trabalho em virtude de um AVC que sofrera há pouco mais de um ano.

Eva Sopher nasceu em Frankfurt, na Alemanha, em 1923. De origem judaica, emigrou com a família ao Brasil com 13 anos, em 1936, fugindo do nazismo. Mais tarde, ligou-se ao grupo Pro Arte, liderado por Theodor Heuberger, inicialmente no Rio de Janeiro e depois em São Paulo. Em 1950 optou pela nacionalidade brasileira e em 1960 radicou-se em Porto Alegre, onde desenvolveu destacada atividade empresarial de promotora de concertos, levando a Porto Alegre grandes artistas internacionais.

Eva Sopher foi uma das principais responsáveis pela restauração do Theatro São Pedro da capital gaúcha, cuja direção assumiu em 1975. Mais tarde, tornou-se presidente da Fundação Theatro São Pedro, cargo que manteve até o fim da vida. Desde 2003, dona Eva lutava para concretizar o Multipalco, complexo cultural que inclui o Theatro São Pedro e que terá mais de 18 mil m2 de área construída.

A gestora e empreendedora Eva Sopher recebeu as mais importantes condecorações do Estado do Rio Grande do Sul. Em 2015, foi agraciada com a Medalha Goethe, da República Federal da Alemanha.

Eva Sopher deixa duas filhas, quatro netos e oito bisnetos. O governador do Estado do Rio Grande do Sul decretou luto oficial por três dias. O velório acontece nesta quinta-feira, no Theatro São Pedro, das 11h às 18h.