Soprano Eliane Coelho abre Festival do Theatro da Paz, em Belém

por Redação CONCERTO 03/08/2017

Um dos mais importantes eventos do calendário nacional, o Festival do Theatro da Paz abre em agosto a sua décima sexta edição. A primeira produção, com estreia no dia 5, será de A voz humana, de Poulenc, monólogo que será interpretado pela soprano Eliane Coelho, grande nome do canto lírico no país. Miguel Campos Neto assina a regência e Marcelo Marques, a direção cênica.

A voz humana estreou em 1958 e o libreto, baseado na peça de Jean Cocteau, nos fala de uma mulher que tem a última conversa com seu amante, que agora está envolvido com outra pessoa. Poulenc dedicou-se com afinco à ópera, tendo escrito títulos como O diálogo das carmelitas. Sua parceria com Cocteau é um dos pontos altos do gênero no século XX.

Ainda em agosto, o festival promove, no dia 15, um Concerto Lírico, com a participação da mezzo-soprano Ana Lucia Benedetti, que acaba de apresentar-se com sucesso de crítica em A danação de Fausto, de Berlioz, no Theatro Municipal de São Paulo, do tenor Antonio Wilson, das sopranos Luciana Tavares, Lanna Bastos e Kézia Andrade, da mezzo-soprano Aliana Sousa e do barítono Idaías Souto, mais uma vez com regência de Campos Neto. Benedetti e Tavares também interpretam, no dia 18, o Stabat Mater, uma das mais importantes obras de Pergolesi, escritas em suas últimas semanas de vida.

O Festival do Theatro da Paz continua em setembro, tendo como destaque uma nova produção da ópera Don Giovanni, de Mozart, com direção cênica de Mauro Wrona, diretor artístico do evento.

[Veja mais no Roteiro Musical]