Editorial

por Nelson Rubens Kunze 01/12/2018

Prezada leitora, prezado leitor,

Antonio Meneses, Jamil Maluf, John Neschling, Fabio Mechetti, Isaac Karabtchevsky e outras grandes personalidades de nosso meio musical elogiam sua criatividade e seu talento. E é verdade. Aos 41 anos, o compositor e multi-instrumentista André Mehmari é uma das mais originais e vigorosas vozes da música da atualidade, do universo instrumental e popular brasileiro ao mundo da criação erudita. Para escrever a matéria de capa desta edição da Revista CONCERTO, o jornalista Irineu Franco Perpetuo conversou com Mehmari, que, entre outros assuntos, falou da estreia de sua obra encomendada pela Orquestra Experimental de Repertório – uma cantata para vozes e orquestra sinfônica intitulada Torém, o índio e o mar.

O pianista Arnaldo Cohen trilhou uma carreira brilhante que o coloca entre os maiores artistas de sua geração. Neste mês, encerrando as comemorações pelos seus 70 anos de vida, Cohen se apresentará como solista da Orquestra Filarmônica de Minas Gerais em Belo Horizonte e no Rio de Janeiro. De Bloomington, nos Estados Unidos, onde vive – Arnaldo Cohen é professor na prestigiada Universidade de Indiana –, o exímio pianista concedeu uma entrevista ao editor executivo João Luiz Sampaio, na qual reflete sobre o momento especial de sua carreira.

Como você poderá acompanhar no Roteiro Musical ilustrado da Revista CONCERTO (a partir da página 27), segue intensa a temporada musical neste fim de ano. Na seção Repertório, destacamos três programas em torno do oratório O messias de Händel: sua versão original, que será apresentada no Theatro Municipal de São Paulo (direção de Roberto Minczuk); Too Hot to Handel, que encerra a temporada da Osesp (direção de Marin Alsop); e, por fim, a obra El niño, de John Adams, que, segundo um crítico, é “a versão multicultural, pós-feminista e minimalista de O messias” (também no Theatro Municipal, com direção de Minczuk).

Outro destaque do mês é o trombonista, regente e compositor sueco Christian Lindberg, que fará um programa com a Osesp – o maestro dirigirá Sibelius, Bernstein e uma obra de sua autoria. Lindberg conversou com Leonardo Martinelli e expôs ideias interessantes e críticas acerca da música e da atividade musical em nossos dias, como você poderá ler na seção Palco desta edição. 

Como sabem os leitores da Revista CONCERTO, é exuberante a nova geração de pianistas brasileiros, da qual desponta a paulista Erika Ribeiro, formada na classe de Eduardo Monteiro na USP, com estudos na Hochschule für Musik “Hanns Eisler”, em Berlim, e que é hoje professora da UniRio, no Rio de Janeiro. Erika é a musicista retratada na seção Fermata, escrita por Camila Frésca, em que conta de seu trabalho com a música brasileira e do CD “Images of Brazil”, que gravou com a violinista norte-americana Francesca Anderegg.

Como em todos os meses, publicamos nesta edição um texto de nossa parceira editorial Gramophone, a prestigiosa revista inglesa, que lembra o lendário pianista norte-americano Julius Katchen. Também da Gramophone, apresentamos a Editor’s Choice, com a seleção do editor para os melhores lançamentos do mercado fonográfico internacional.

Leia ainda nesta edição da Revista CONCERTO os textos dos colunistas João Marcos Coelho, Jorge Coli e maestro Júlio Medaglia, bem como a programação das novas temporadas da Orquestra Sinfônica da USP, da Orquestra Jovem do Estado de São Paulo e da Camerata Sesi-ES.  

Desejamos a todos Boas Festas com muita paz e boa música!