Grupos da Universidade de São Paulo se apresentam em diferentes lugares da Cidade

por Redação CONCERTO 07/12/2018

A Orquestra Sinfônica da Universidade de São Paulo apresenta-se na Sala São Paulo neste sábado, dia 8 de dezembro, sob o comando do maestro brasileiro Marcelo Lehninger. Diretor da Grand Rapids Symphony, nos Estados Unidos, já foi assistente do maestro James Levine na Orquestra Sinfônica de Boston, com a qual fez sua estreia no Carnegie Hall, em Nova York.

O programa começa com A pergunta sem resposta, de Charles Ives, símbolo do modernismo norte-americano. Em seguida, Lehninger rege a Sinfonia nº 8, Inacabada, de Schubert. E a apresentação se encerra com a Grande Missa K 427 de Mozart, que terá um time de importantes solistas brasileiros: a soprano Carla Cottini, a mezzo soprano Luisa Francesconi, o tenor Daniel Umbelino e o barítono Johnny França.

A orquestra realiza ensaio aberto para a apresentação, que conta com a participação do Coro Contemporâneo de Campinas, no dia 7, no Centro de Difusão Internacional da USP.

Já a Orquestra de Câmara da ECA-USP, Ocam, propõe diálogo entre épocas, com Corelli, Mozart e Guerra-Peixe, com regência de Gil Jardim. O programa tem o Concerto grosso nº 8 op. 6, de Corelli; a Sinfonia nº 35, Haffner, de Mozart; e o Concertino para violino e o Mourão, de Guerra-Peixe. Os solistas serão os violinistas Felipe Oliveira, Pedro Andrade e Matheus Pereira e o violoncelista Samuel Oliveira.

O grupo faz duas apresentações com o mesmo repertório: a primeira acontece no dia 8, na Paróquia São Luís Gonzaga; e a segunda, no Instituto Tomie Ohtake, com quem a Ocam-USP tem desenvolvido estimulante parceria, em diálogo com exposições apresentadas pela tradicional instituição dedicada às artes plásticas.

Clique aqui e veja os detalhes no Roteiro do Site CONCERTO.

Marcelo Lehninger [Divulgação]
Marcelo Lehninger [Divulgação]