Alessio Bax e Lucille Chung fazem recitais na Sala São Paulo

por Redação CONCERTO 17/05/2019

Sobre o pianista italiano Alessio Bax, um crítico da Gramophone escreveu que, mesmo quando sua leitura da Sonata Hammerklavier é comparada a performances de nomes como Kempff, Richter, Gilels, impressiona pela técnica e pelo intelecto do artista. A canadense Lucille Chung não fica atrás – no New York Times, um crítico anotou que sua técnica impecável lhe permite correr riscos estimulantes no repertório que escolhe.

Nem sempre dois grandes artistas se dão bem quando tocam juntos. Mas no caso dos dois, “casados na vida e na arte”, esse não é um problema. O duo de piano por eles formado tem recebido importantes críticas mundo afora, que chamam atenção ao fato de que eles são capazes de revelar sonoridades com clareza impressionante.

Em São Paulo, eles tocam nos dias 21 e 22 de maio, na Sala São Paulo, pela temporada da Cultura Artística. O repertório, em ambos os dias, é o mesmo – e muito interessante: de Lutoslawski, eles tocam as Variações sobre um tema de Paganini, para dois pianos; de Stravinsky, Petrouchka, para piano a quatro mãos. Também para quatro mãos, vêm em seguida a Fantasia em fá menor, de Schubert, e a Sonata, de Poulenc. Encerra as apresentações La valse, de Ravel. 

Clique aqui e veja os detalhes no Roteiro do Site CONCERTO

Leia mais
Acervo CONCERTO: A vida de Igor Stravinsky
A morte da excelência, por Luciana Medeiros

Alessio Bax e Lucille Chung [Divulgação]
Alessio Bax e Lucille Chung [Divulgação]